Viver é atravessar o Mar de Dentro. Elke Lubitz

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Cinzel

nunca ensaiei
asas
sou domadora
pra esculpir
excertos...

elke lubitz arte sarah alegra

Luz silente

apaguei as mãos
no silêncio dos dedos
recolhi as conchas
de outras noturnas
vidas.

*****
elke lubitz foto giuseppe milo

Palhaços

Há no meu coração um mezanino abrigador de palhaços e poetas.
Quem sabe o Paraíso tenha piedade também...

elkelubitz img josecouto

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Luz

Não fica
Escuro
Quando
Fecho
Meus...
Olhos.

*   elkelubitz fotografia Izabel Demarchi

Todos os pretéritos

O tempo
nunca ...
se alcança:
o hoje
é o futuro
inventado
no ontem recriado
e.t.e.r.n.a.m.e.n.t.e.

*
elkelubitz  img josecouto

dorso

No dorso
do corpo
inVerso/reVerso...
Reciclo
presságios
Em poesia
- Onde toda minha pele veste primavera.
*
elkelubitz img josecouto

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Velho

    Memórias de um poeta:
    - Já fui velho, hoje sou criança.

    *
    elkelubitz img josecouto

Pés (2) com a parceria de Geu Colicchio

Pés de estrelas
atados em nuvens
descalçam meu chão....
Elke
"Pés de estrelas
Atados em chão
Descalçam minhas nuvens"

Geu Colicchio

pés

pés de estrelas
atados em nuvens
descalçam meu chão...

*******
elkelubitz      img josecouto

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Atemporal

Custa- me deixar
O outrora
No amanhã ...
De
Agora.

*
elkelubitz img josecouto

 

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Noite

Ainda é
Cedo
A noite...
Cala,
No céu
Da
Boca uma
Estrela
Estala.

*
elke img Clai Mont

Noite

Ainda é
Cedo,
A noite
Cala,
No céu...
Da
Boca uma
Estrela
Estala.

** elke lubitz img josécouto

Gênese

No princípio era...
O verbo
Carne do poema
Exposta a alguns milímetros do chão
No princípio dançava
Em cores
Rodopiava em palavras
Aquecidas no ventre
Da melancolia
No princípio era uma vida
Desenhada ao sabor do
Universo
_ Um viés do futuro
Infinito Plano Mor
Pós verbal
No princípio também eu,
Sonhava...

*
elkelubitz   img josecouto

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Vidro

Luar de vidro

Janela adormecida

Vento distraído.

*

elkelubitz

Asas (2)

Toda asa quando estica rasga a pele.

*
elke    img jose couto

Asas

Toda asa quando estica rasga a pele.

***
elkelubitz fotografia: Rossana Monteiro

Compreensão

Diáfano Ser
perpassado ...
no olho
da
Agulha
que sangra
A carne
Dos teus dedos
Estelares
_ infinitudes


**** 
elkelubitz - img josecouto
 

Amor

e o amor era pra ela
o brilho da cera
.
a cera do rosto...
e
derreteu...

****
elkelubitz img João Makarius


Espinha

Me dói o dorso
- Que espinha flexível essa!
Minhas tantas pernas...
minha tonta vida
Eu giro poemas
de poucos braços
Então me acho
ao pé da cama,
eu, barata ( tonta)
de Kafka
me dói o dorso
me dói o verso
Vida de inseto não faz
justiça e nem poesia !

elkelubitz - img jose couto

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

ASCENSÃO

Teus
Versos
em...
Vertical,
não
Caem:
- Crescem,
Posto que
o
Tempo
é
Espiral.

***
elkelubitz img jose couto

domingo, 29 de novembro de 2015

Das águas

Se rio,
tu:
mares....
_ amares

*
elkelubitz  img escolhida por Denise França

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Abismo

Fez meu sono
cair
Enquanto sorriu com as

Asas.

*
elkelubitz img Jose Couto

 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Rastro

Deita os cansaços de cingir estrelas e adormece, areia do tempo nas abas da noite.
mar a dentro.
são todos os sóis no limiar da aurora.
Um tempo, dois tempos e não mais.
...
São as aves que aportam nos braços da chuva, e agora ?!!
_ Continuas caminho, vasta vereda , e nunca mais....

elkelubitz  img jose couto


domingo, 8 de novembro de 2015

Colírio

O "infante" é sábio e conserva
límpidas e translúcidas, suas janelas

Kátia de Souza (poeta amiga)

Indefinição

Um verso não existe
sem o salto quântico
um verso não está...
porque não é
matéria
Um verso é sempre relativo
só produz luz
em colisão
É o intervalo de um voo
a outro
Deus desenhou tamanha
realidade com um traço
breve
Partícula do Infinito
- interação e
Traço leve.

***************elkelubitz Img. Jose Couto

sábado, 31 de outubro de 2015

O fio da Vida

as estrelas tecem a noite
nem luz, nem luz
o universo desfia
tramas finas
...
_ matéria livre
astros velozes no espaço
(em expansão)
sou centelha recolhida aos nós
da rede infinita
nem luz, nem luz
no fio da ilusão
descansa o tear
e acorda a noite
que dorme no chão ...



******************
elkelubitz imagem: Paul Quinn ( sugestão de Lia Boka )

Plágio





 

Só Letras

Pouso......
Onisciente
é o
silêncio
re(pouso)
nas palavras
se eu quebro:

Soletro.

*****
elkelubitz   fotografia anna o.

Eflúvios

Sinuoso
Estreito rio...
Que me corta
Dentro

Divisor de vales
Estes campos densos
Limos, pedras, Musgos
E o som perfeito
De um canto (pedra)
Oco no meu peito
Corre em mim
Navega
Eflúvio
margem esquerda
- Todo sentimento.

(elkelubitz )
img Christopher Kiciac

Nuvens


Ressonâncias

Não há que ser
poesia,
há que se ouvir
ressonâncias
de dentro...
reverberações dos infinitos
pretéritos
construções de eternidades
futuras, onde a lei
é a inexistência do tempo...."

(elkelubitz)  arte: Ivan Marchuk

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Latifúndio

há dias de descalçar os sapatos
da vida
e bater na pedra do tempo
pra jorrar a água
da sede infinita...
da sede infinita

do meu caminhar desatento
do verbo infinito
do verbo infinito
- tive tanta fome e tanto frio
bati nas asas do tempo -
pra jorrar a água
da vida deserta
do meu caminhar sedento.
mastiguei a fome do verbo
a fome do tempo
para
mitigar as dores do chão
latifúndio perene do meu
andar desatento...


 

terça-feira, 6 de outubro de 2015

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Insustentável

Quem dera
Ah,
Kundera,...
Kundera
*
Me sustentasse
essa leveza
do
Não ser.

******(elkelubitz) img J. Couto

sábado, 19 de setembro de 2015

Descanso

A poesia é a relva em que me deito pra descansar a artéria do tempo.
(elkelubitz) imagem Jose Couto

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Tantos Anjos

Era anjo
escultor de ...
Nuvens
pisa manso
usa cinzel,
      *
Era anjo
escultor de
sonhos
pisa manso
Perto do céu.

     **

(elkelubitz) img josecouto

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Rumores


 Calma noite
o lago rumoreja
cálida fonte...
lua alta cintila
cheia
volta e meia
sorri,
trêmulo arbusto
sesteia
no limo da pedra
no topo do mundo
o lago embaixo
rumoreja
O arbusto sesteia,
bem- te- vi.

*****
(elke) imagem jose couto

POESIA

Muitos há que da poesia necessitam, à mim já os pássaros bastam.

**********************
(elkelubitz) imagem: Jose Couto

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

horizontes

O infinito
abraça
e
 laça
a linha
perdida
do
meu
horizonte...

*********************(elkelubitz) imagem J. Couto


Poesia

Muitos há que da poesia necessitam, à mim já os pássaros bastam.

***********

(elkelubitz) img cedida pelo poeta J. Couto.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Universo

um verso
destecendo
o
universo
*...
corrompe
os fios
da atmosfera
*
sangra
e vinga
caule cético,

aflora
a rosa do destino
*
pressupõe
a volúpia sacra
da colheita
*
é mais um verso
que espreita
é mais um sonho que
deita.

******
elke lubitz, img: jose couto

Tela

Tanta tela...
pouco espaço
tanta tinta
pouco traço
a cor que vinha
da dor que tinha
nem sabia, sabiá
nem an (dor) inha vinha....

- há pássaros que se afogam
nas texturas
do mar.

****
(elkelubitz)  imagem jose couto

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Procrastinação

Ensaia na vida
ato por ato
ponto por ponto
- e não fica pronto
Dia de estreia

(nasce uma estrela)
No aborto de mais um dia.

******************
(elkelubitz) imagem Jose Couto

Ícaro

Meu coração de sal
derrete aos teus olhos
de sol. *

(elke lubitz) imagem jose couto

Visão

O passado
dos meus
olhos
me
espreita.

*****
(elkelubitz)  arte cesara kolesnik.

 


quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Pa- lavra

As palavras afofam a terra do dias,
Raíz
Semente
Fruto
e...
Cor
*
As palavras são decalques
despreendem-se líquidas
e colam
na
gente

*
Paz
Fluidez
Força
e
Flor.

****
(elke lubitz) Anna O.

Vida

Da página Olávia, edição do meu texto.